fbpx

Como adotar um embrião

Artigos sobre Infertilidade e Reprodução Humana

No universo da Reprodução Humana Assistida existe uma alternativa ainda pouco conhecida entre mulheres e casais que desejam ter filhos, a adoção de embriões. É normal nos tratamentos de fertilização in vitro um casal ter vários embriões. Geralmente, 1 ou 2 são transferidos e os excedentes são congelados. Se o casal engravidar de primeira e não desejar ter mais filhos, existe a opção de fazer uma doação voluntária dos excedentes de embriões congelados. Assim, os embriões formados por mulheres de...

Leia mais

Postergação da Menopausa

Artigos sobre Infertilidade e Reprodução Humana

Agora que você já sabe que é possível engravidar após a menopausa por meio da Fertilização in Vitro (FIV), quero compartilhar uma novidade. A Restauração Hormonal, uma técnica promissora com o potencial de postergar a menopausa, ainda em processo experimental por uma clínica de fertilização na Inglaterra, foi matéria da Revista Veja de agosto/2019. Aplicada para ajudar mulheres diagnosticadas com câncer e que têm o desejo de engravidar, foi recentemente testada por completo em uma paciente com menopausa precoce. Para...

Leia mais

Gravidez após a Menopausa

Artigos sobre Infertilidade e Reprodução Humana

É possível engravidar após a menopausa? De forma natural é pouco provável que você consiga engravidar. A menopausa é constatada quando a mulher deixa de menstruar por no mínimo 12 meses, o que significa que seus ovários não produzem mais os hormônios estrogênio e progesterona, essenciais para a produção dos óvulos. Com os avanços da medicina reprodutiva, é possível para uma mulher engravidar após a menopausa por meio de técnicas de alta complexidade, como a Fertilização in Vitro (FIV). É...

Leia mais

Mês de Conscientização sobre o Câncer de Mama

Artigos sobre Infertilidade e Reprodução Humana

Você sabia que a maior parte dos casos de câncer de mama é descoberta pela própria mulher? Por isso, conhecer e prestar atenção ao seu corpo e identificar mudanças repentinas é tão importante quanto realizar os exames de ultrassom e mamografia (acima dos 40 anos) anualmente. As chances de tratamento e cura aumentam sempre que a doença é detectada no início. A adoção de hábitos saudáveis, como a prática de exercícios físicos, a amamentação, a manutenção do peso corporal e...

Leia mais